Turismo Desportivo e a Relevância dos Jogos da Terceira Idade: um estudo de caso do SESC/MG
Publicações de Turismo

Sobre

 

Nova busca:   Campo:   Tipo:     



Tipo: periódico

Título: Turismo Desportivo e a Relevância dos Jogos da Terceira Idade: um estudo de caso do SESC/MG

Autor(es): Aida Linhares Barboza      Reinaldo Dias                                                                                   

Periódico: Revista Turismo & Desenvolvimento             Volume: 11           Número: 1           Páginas:            Ano: 2012

Palavras-chave:
Turismo      Terceira idade      Jogos      Qualidade de vida      Sociabilidade                                                                 

Resumo: O turismo desportivo constitui-se como uma das especialidades da área mais geral de turismo, e pode ser definido como o conjunto das atividades específicas de viagens relacionadas com a prática de exercício desportivo. Atrelado a essa prática, surge um novo público, a “terceira idade”, que, na busca de melhor qualidade de vida e de maior sociabilidade, procura a possibilidade de vivenciar a velhice com mais saúde e aquisição de novas experiências. Nesse sentido, o presente estudo tem como objetivo analisar a relevância dos “Jogos da Terceira Idade” para o turismo desportivo, a partir da observação e análise dos depoimentos dos atletas participantes dos “VII Jogos da Terceira Idade do Serviço Social do Comércio – SESC”, em Minas Gerais. Paralelamente, foi realizada uma pesquisa de campo, de natureza qualitativa, a partir de entrevistas semiestruturadas com atletas de unidades do SESC/MG. Os dados foram tabulados e analisados, verificando-se, positivamente, a contribuição dos jogos da terceira idade para o segmento do turismo desportivo, que, além disso, proporciona aos idosos a oportunidade de interatividade no âmbito sociocultural e esportivo.

Referência em formato ABNT:
BARBOZA, Aida Linhares; DIAS, Reinaldo. Turismo Desportivo e a Relevância dos Jogos da Terceira Idade: um estudo de caso do SESC/MG. Revista Turismo & Desenvolvimento, Campinas (SP), v. 11, n. 1, 2012.


Comunicar um erro nesta referência