Caves: the most important geotouristic feature in the world
Publicações de Turismo

Sobre

 

Nova busca:   Campo:   Tipo:     



Tipo: periódico

Título: Caves: the most important geotouristic feature in the world

Autor(es): Arrigo A      Cigna      Paolo Forti                                                                             

Periódico: Tourism and Karst Areas             Volume: 6           Número: 1           Páginas: 9-26           Ano: 2013

Palavras-chave:
Cavernas turísticas      Geoturismo      Novos materiais e fronteiras                                                                             

Resumo: Cavidades naturais começaram a ser abertas para o turismo mais de 400 anos atrás e atualmente quase todos os países do mundo abrigam pelo menos uma, mas muitas vezes, dezenas de cavernas turísticas. Cerca de 500 grandes cavernas turísticas com mais de 50.000 visitantes/ano existem no mundo e mais de 250 milhões de visitantes anualmente pagam um ingresso para visitá-las. Se todas as atividades relacionadas com a existência de uma caverna turística (transporte, hospedagem etc.) fossem consideradas, os resultados seriam de cerca de 100 milhões de pessoas cuja renda depende, direta ou indiretamente, de cavernas turísticas. Estes valores podem ser pelo menos o dobro, levando em consideração áreas cársticas dentro de geoparques. Portanto, é evidente que as cavernas turísticas são, atualmente, o atrativo geoturístico mais importante em todo o mundo e representam um importante recurso econômico para muitos dos países ainda em desenvolvimento. Mas cavernas têm também um valor científico excepcional, devido ao fato de que eles representam o melhor arquivo para todo o Quaternário e permitem a precisa reconstrução paleoambiental e paleoclimática. Além disso, elas são ambientes verdadeiramente frágeis, que podem ser facilmente destruídos quando a caverna é transformada em um atrativo turístico. É possível manter os valores estéticos e científicos de uma caverna quando esta é transformada em uma caverna turística, mas para alcançar este objetivo, é importante seguir regras e premissas adequadas, antes, durante e após o seu desenvolvimento turístico. Orientações com o objetivo de fornecer uma recomendação a ser aprovada para o desenvolvimento de cavernas turísticas foram elaboradas nos últimos anos e receberam fortes recomendações do Departamento de Proteção e Gestão da União Internacional de Espeleologia (UIS), tanto no 14 º Congresso Internacional de Espeleologia realizada em Kalamos, Grécia, em agosto de 2005 e do 15 º Congresso Internacional de Espeleologia realizada em Kerrville, Texas, em julho de 2009.

Referência em formato ABNT:
A, Arrigo; CIGNA, Cign; FORTI, Paolo. Caves: the most important geotouristic feature in the world. Tourism and Karst Areas, Campinas (SP), v. 6, n. 1, p. 9-26, 2013.


Comunicar um erro nesta referência