O Imaginário Sururu: Um patrimônio a contrapelo
Publicações de Turismo

Sobre

 

Nova busca:   Campo:   Tipo:     



Tipo: periódico

Título: O Imaginário Sururu: Um patrimônio a contrapelo

Autor(es): Ernani Viana Neto      Edson Gouveia Bezerra                                                                                   

Periódico: Revista Rosa dos Ventos             Volume: 6           Número: 1           Páginas: 96-116           Ano: 2014

Palavras-chave:
Turismo      Patrimônio Cultural      Imaginário      Sururu      Maceió (AL)                                                                 

Resumo: Este artigo discute o patrimônio cultural, entendendo por tal o conjunto de todos os bens, materiais ou imateriais que, pelo seu valor simbólico para as comunidades que os produzem e abrigam, devam ser preservados. No caso da cidade de Maceió, no Nordeste brasileiro, há a presença do Sururu (Mytella Charruana), um molusco bastante consumido no local. Por essa razão, suas particularidades biológicas e culinárias, sistematizadas em imaginários, estão culturalmente associadas ao pertencimento alagoano. Buscamos demonstrar que este é passível de ser considerado como patrimônio local, em que pese seu viés popular, antepondo-se a posição das elites locais.

Referência em formato ABNT:
VIANA NETO, Ernani Viana; BEZERRA, Edson Gouveia. O Imaginário Sururu: Um patrimônio a contrapelo. Revista Rosa dos Ventos, Caxias do Sul (RS), v. 6, n. 1, p. 96-116, 2014.


Comunicar um erro nesta referência