Gestão da diversidade: um estudo no setor hoteleiro de uma cidade do Nordeste brasileiro
Publicações de Turismo

Sobre

 

Nova busca:   Campo:   Tipo:     



Tipo: periódico

Título: Gestão da diversidade: um estudo no setor hoteleiro de uma cidade do Nordeste brasileiro

Autor(es): Luís Alberto Torres Feitosa      Lydia Maria Pinto Brit      Manoel Pereira da Rocha Neto      Fernanda Fernandes Gurgel                                                                       

Periódico: Cultur - Revista de Cultura e Turismo             Volume: 9           Número: 2           Páginas: 117-139           Ano: 2015

Palavras-chave:
Diversidade      Gestão da Diversidade      Crenças.                                                                             

Resumo: O ambiente organizacional apresenta-se competitivo e diversificado. Diante desse cenário se faz importante entender e gerir essa diversidade, visando atender as diferentes necessidades dos sujeitos que compõem a ambiência organizacional. O setor hoteleiro passou por transformações frente à realização de significativos eventos internacionais e o consequente aquecimento do movimento turístico. Assim, esse estudo teve como objetivo analisar como os gerentes e especialistas percebem a gestão da diversidade no setor hoteleiro de uma cidade do nordeste brasileiro, especialmente no que tange à mulher, ao homossexual, ao étnica-racial e a pessoa com deficiência. O estudo tem abordagem exploratória e qualitativa, utilizou entrevistas semiestruturadas, estas realizadas com 05 gerentes de hotéis e 05 especialistas do setor hoteleiro. Concluiu-se que o tema diversidade ainda é novo e pouco explorado, e, portanto, pouco conhecido tanto pelas organizações hoteleiras quanto pelos especialistas relacionados ao setor, e que não existem práticas ou programas de gestão da diversidade formalizados. O que existem são algumas publicações de um trabalho ou outro, mas pautado na informalidade de ações inconscientes e não gerenciadas conscientemente. As crenças relacionadas à diversidade são abrangentes, pois a sociedade ainda tende a rejeitar o diferente. A mulher e o negro são aceitos com maior naturalidade, mas ainda poucos ocupam cargos estratégicos. O homossexual ainda é alvo de chacotas e muito preconceito no ambiente de trabalho e a pessoa com deficiência enfrenta dificuldade para provar sua competência em face do paradigma de suas limitações físicas e cognitivas. As considerações gerais apontam para a necessidade de aprofundamento da temática.

Referência em formato ABNT:
FEITOSA, Luís Alberto Torres et al. Gestão da diversidade: um estudo no setor hoteleiro de uma cidade do Nordeste brasileiro. Cultur - Revista de Cultura e Turismo, Ilhéus (BA), v. 9, n. 2, p. 117-139, 2015.


Comunicar um erro nesta referência