Avaliação multicritério da vulnerabilidade ambiental e natural na identificação de áreas prioritárias para conservação do patrimônio espeleológico
Publicações de Turismo

Sobre

 

Nova busca:   Campo:   Tipo:     



Tipo: periódico

Título: Avaliação multicritério da vulnerabilidade ambiental e natural na identificação de áreas prioritárias para conservação do patrimônio espeleológico

Autor(es): Darcy José Santos      Úrsula Ruchkys & Mauro Gomes                                                                                   

Periódico: Tourism and Karst Areas             Volume: 7           Número: 1/2           Páginas: 29-42           Ano: 2014

Palavras-chave:
vulnerabilidade ambiental      patrimônio espeleológico      geoconservação                                                                             

Resumo: O Brasil é um país rico em geodiversidade e apresenta várias regiões cársticas bem expostas e significativas. Embora o patrimônio espeleológico seja contemplado em diferentes aspectos legais, devido a questões políticas e econômicas a proteção deste patrimônio não foi uma prioridade durante muitos anos. Mas, em 2009, a conservação do patrimônio espeleológico foi incluída no âmbito de uma política pública federal: o Plano de Ação Nacional para Conservação do Patrimônio Espeleológico nas Áreas Cársticas da Bacia do Rio São Francisco – PAN Cavernas do São Francisco (2009) do Centro Nacional de Pesquisas e Conservação de Cavernas – CECAV. Neste contexto, o artigo aplica uma metodologia de análise multicritério para avaliar a vulnerabilidade natural e ambiental de uma das áreas piloto definidas neste plano. Como resultado indica as áreas prioritárias para geoconservação do patrimônio espeleológico, contribuindo para o planejamento e gestão dos recursos naturais.

Referência em formato ABNT:
SANTOS, Darcy José; GOMES, Úrsula Ruchkys & Mauro. Avaliação multicritério da vulnerabilidade ambiental e natural na identificação de áreas prioritárias para conservação do patrimônio espeleológico. Tourism and Karst Areas, Campinas (SP), v. 7, n. 1/2, p. 29-42, 2014.


Comunicar um erro nesta referência