Gruta do Mateus (Bonito-MS, Serra da Bodoquena): caracterização ambiental e proposta de uso turístico
Publicações de Turismo

Sobre

 

Nova busca:   Campo:   Tipo:     



Tipo: periódico

Título: Gruta do Mateus (Bonito-MS, Serra da Bodoquena): caracterização ambiental e proposta de uso turístico

Autor(es): Marcos Luís Faleiros Lourenção      Lívia Medeiros Cordeiro      Lucas Padoan de Sá Godinho      Rodrigo Borghezan      José Ayrton Labegalini      Silmara Zago      Keny Marques Lima      Heros Augusto Santos Lobo                                               

Periódico: Tourism and Karst Areas             Volume: 8           Número: 1           Páginas: 27-36           Ano: 2015

Palavras-chave:
Conservação Ambiental      Ecoturismo      Espeleoturismo      Plano de Manejo Espeleológico.                                                                       

Resumo: A região de Bonito, no estado de Mato Grosso do Sul, é um dos mais importantes destinos brasileiros de ecoturismo e turismo sustentável, destacando-se as cavernas como importantes atrativos. Nesse contexto, a gruta do Mateus recebeu estudos de caracterização ambiental entre os anos de 2012 e 2013, para verificar suas condições para o uso turístico. Foram desenvolvidas pesquisas dos temas de geoespeleologia, espeleoclimatologia, fauna cavernícola, organismos patógenos, vegetação do entorno, potencial para visitação e educação ambiental. A identificação do potencial para visitação, associada aos níveis pouco elevados de fragilidade do ambiente, permitiram a delimitação do planejamento espacial interno e externo da caverna, da capacidade de suporte de 304 visitas por dia e de um programa de gestão que aborda aspectos gerenciais, recreacionais, educacionais e estruturais, entre outros. Após um processo de avaliação e aprovação formal realizado pelo Instituto de Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso do Sul (IMASUL), a gruta foi aberta para a visitação em janeiro de 2014. Como resultados preliminares, a gruta vem obtendo um fluxo inicial de aproximadamente 200 visitantes por mês, mesmo sem uma divulgação efetiva do atrativo. As perspectivas futuras dizem respeito à necessidade de implantação dos protocolos de monitoramento do ambiente.

Referência em formato ABNT:
LOURENÇÃO, Marcos Luís Faleiros et al. Gruta do Mateus (Bonito-MS, Serra da Bodoquena): caracterização ambiental e proposta de uso turístico. Tourism and Karst Areas, Campinas (SP), v. 8, n. 1, p. 27-36, 2015.


Comunicar um erro nesta referência